Ao criticar o apartamento de Geddel, Lula chamou o triplex de “meu”

A intenção de Lula era mais uma vez fazer pressão política contra a Lava Jato e o noticiário que o atinge diariamente. Mesmo contando com o apoio dissimulado da imprensa, que, sem ressalvas, vive a destacar em manchetes as aspas do ex-presidente. Foi o caso do Estadão Conteúdo e sua matéria replicada por toda uma rede de comunicação ainda em 2016.

As redes sociais, contudo, não deixaram escapar um detalhe. Ao discursar em um congresso de professores em Serra Negra, São Paulo, e ignorando que renega a posse do triplex pelo qual foi condenado, o petista falou do imóvel como se, de fato, pertencesse a ele:

“Vocês percebem que não dão destaque ao apartamento do Geddel como deram ao meu tríplex.”

Ato falho? Meses depois, Lula registrou nas redes sociais que não era dono do apartamento no Guarujá.

Afinal, de quem é o triplex?

Curtiu o texto? Siga o autor no Twitter ou Facebook, ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) dele clicando aqui e seguindo as instruções.
Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 100% OFF (com desconto máximo de R$ 10) em até 2 corridas. Após ativado, o crédito terá validade de 30 dias.

Publicado por

Marlos Ápyus

Jornalista e músico. Edita o implicante.org desde julho de 2017. Siga-o no Twitter (@apyus) ou no Facebook (/apyus), ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) clicando aqui.

Deixe uma resposta