Donald Trump recuou e suspendeu importação de “cabeças de elefante” e marfim

Numa das decisões que mais recebeu críticas não só de opositores, mas também dos próprios aliados, o governo Trump autorizou que caçadores importassem cabeças de elefante para os Estados Unidos. A medida revertia política do governo Obama, que em 2014 tentara conter o tráfico de marfim no continente africano.

Contudo, menos de dois dias depois, e após a enxurrada de críticas, o presidente dos Estados Unidos voltou atrás e suspendeu a autorização.

O anúncio foi feito pelo Twitter. Nele, o republicano disse que colocou a “caça” em espera enquanto revisa “todos os aspectos de conservação“.

No passado, um dos filhos de Trump foi fotografado em safari na África segurando o rabo cortado de um elefante. E, claro, a imprensa não perdoou, fazendo uso recorrente da imagem para associar a medida a interesses familiares.

Curtiu o texto? Siga o autor no Twitter ou Facebook, ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) dele clicando aqui e seguindo as instruções.
Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 100% OFF (com desconto máximo de R$ 10) em até 2 corridas. Após ativado, o crédito terá validade de 30 dias.

Publicado por

Marlos Ápyus

Jornalista e músico. Edita o implicante.org desde julho de 2017. Siga-o no Twitter (@apyus) ou no Facebook (/apyus), ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) clicando aqui.

Deixe uma resposta