Fachin anuiu a prisão de Joesley antes da reunião de Janot com Bottini

Conforme reportado em O Globo, Edson Fachin determinou a prisão de Joesley Batista e Ricardo Saud ainda na noite de sexta-feira, 8 de setembro de 2017. Atendia parcialmente ao pedido urgente feito por Rodrigo Janot. Os investigados entregaram-se apenas na tarde de domingo.

Na manhã de sábado, conforme apurado por O Antagonista, Janot encontrou-se com Pierpaolo Bottini, que atuava na defesa de Joesley Batista. A dupla nega, mas o veículo confirma que se encontraram para tratar da prisão dos clientes deste.

É grave. A demora no cumprimento da prisão permitia aos delatores fazerem o que quisessem com provas de interesse da investigação. E os investigados já deram seguidas provas de que não merecem a confiança da Justiça.

Janot e Fachin devem esclarecimentos à população.

Curtiu o texto? Siga o autor no Twitter ou Facebook, ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) dele clicando aqui e seguindo as instruções.
Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 100% OFF (com desconto máximo de R$ 10) em até 2 corridas. Após ativado, o crédito terá validade de 30 dias.

Publicado por

Marlos Ápyus

Jornalista e músico. Edita o implicante.org desde julho de 2017. Siga-o no Twitter (@apyus) ou no Facebook (/apyus), ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) clicando aqui.

Deixe uma resposta