MPF pediu bloqueio de R$ 21,4 milhões, mas Lula declarara patrimônio de R$ 11,7 milhões

Lula e Luiz Cláudio são investigados na operação Zelotes, que apura um esquema de corrupção nas gestões petistas num órgão ligado ao Ministério da Fazenda. Desconfia-se que o ex-presidente tenha feito tráfico de influência já durante o governo Dilma.

No 16 de novembro de 2017, a PGR brasiliense pediu que a Justiça bloqueasse R$ 23,9 milhões de ambos, sendo R$ 21,4 milhões apenas do pai. E, claro, as cifras chamaram atenção.

E não só pelo volume, mas pelo conflito. Um mês antes, a própria defesa do investigado, em esclarecimento à operação Lava Jato, afirmara que o casal Lula da Silva possuía um patrimônio de R$ 11,7 milhões. É um valor quase R$ 10 milhões abaixo do bloqueio solicitado pela Zelotes.

Qualquer que seja a quantia real, contudo, leva por terra a imagem de homem humilde que o ex-presidente tenta vender aos eleitores mesmo tendo ele comandado o país por 8 anos. E cai por terra de uma forma bem pouco nobre.

Curtiu o texto? Siga o autor no Twitter ou Facebook, ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) dele clicando aqui e seguindo as instruções.
Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 100% OFF (com desconto máximo de R$ 10) em até 2 corridas. Após ativado, o crédito terá validade de 30 dias.

Publicado por

Marlos Ápyus

Jornalista e músico. Edita o implicante.org desde julho de 2017. Siga-o no Twitter (@apyus) ou no Facebook (/apyus), ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) clicando aqui.

Deixe uma resposta