Nordeste lidera ranking de suspeitas de fraude no uso da biometria

Após avaliar o cadastramento biométrico, o Tribunal Superior Eleitoral descobriu 25 mil registros de títulos de eleitor duplicados, ou mesmo múltiplos. Segundo Giuseppe Dutra Janino, secretário de Tecnologia da Informação do TSE, “no momento de confrontar as digitais, se percebe que é a mesma pessoa. Muitas vezes, é evidente a intenção de fraude, da falsidade ideológica”.

No que aparenta ser o caso mais grave, descobriu-se uma única pessoa com 52 títulos de eleitor.

O Antagonista publicou um ranking com os maiores números de casos suspeitos. É curioso observar que, mesmo não tendo os maiores colégios eleitorais, oito dos nove estados nordestinos surgem entre as dez maiores incidências.

  1. Alagoas
    2.868 suspeitas
  2. São Paulo
    2.377 suspeitas
  3. Rio Grande do Norte
    1.963 suspeitas
  4. Goiás
    1.927 suspeitas
  5. Maranhão
    1.382 suspeitas
  6. Pernambuco
    1.299 suspeitas
  7. Sergipe
    990 suspeitas
  8. Piauí
    938 suspeitas
  9. Ceará
    879 suspeitas
  10. Paraíba
    821 suspeitas

Não são números que modificariam o resultado de eleições em nível nacional. Mas a coincidência geográfica demanda que a fiscalização tenha mais cuidado na região.

Curtiu o texto? Siga o autor no Twitter ou Facebook, ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) dele clicando aqui e seguindo as instruções.
Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 100% OFF (com desconto máximo de R$ 10) em até 2 corridas. Após ativado, o crédito terá validade de 30 dias.

Publicado por

Marlos Ápyus

Jornalista e músico. Edita o implicante.org desde julho de 2017. Siga-o no Twitter (@apyus) ou no Facebook (/apyus), ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) clicando aqui.

Um comentário sobre “Nordeste lidera ranking de suspeitas de fraude no uso da biometria”

Deixe uma resposta