Números comprovam que a violência está migrando das capitais para o interior

Números comprovam que a violência está migrando das capitais para o interior

As maiores capitais do Brasil já foram as mais violentas. Hoje, metrópoles como São Paulo possuem algumas das mais baixas taxas de homicídio, com os piores números atingindo as capitais nordestinas. Contudo, a “interiorização da violência” segue seu curso, conforme destacado em matéria para a Folha de S.Paulo.

Ainda que os números continuem péssimos, o Fórum Brasileiro de Segurança Pública observou que as capitais brasileiras acumularam uma queda de 3,5% entre 2015 e 2016. Já as cidades menores enfrentaram crescimento de 6%.

O interior é o endereço de 70% das 61.158 mortes violentas contabilizadas no último ano. De onde se conclui que o crime organizado, pai desta tragédia, tem evitado o policiamento mais ostensivo dos grandes centros e buscado tocar o terror nos municípios mais populosos que os orbitam.