O MPF denunciou Lula por venda de Medida Provisória – R$ 6 milhões

A Medida Provisória 471 foi assinada por Lula em 20 de novembro de 2009. Ela prorrogava benefícios fiscais a montadoras de veículos. A operação Zelotes vinha investigando o caso. Segundo O Antagonista apurou, o Ministério Público Federal concluiu que Lula e Gilberto Carvalho, após pedirem R$ 10 milhões, teriam vendido a MP por R$ 6 milhões – destinados à campanha petista de 2010.

A dupla foi denunciada. Juntamente com Mauro Marcondes e Alexandre Paes dos Santos (lobistas), Carlos Alberto de Oliveira Andrade (dono da Caoa), Paulo Arantes Ferraz (presidente da Mitsubishi) e José Ricardo da Silva (advogado que atuava no Carf).

O caso tem caminhado bem longe da “República de Curitiba” – na Justiça do Distrito Federal.