Palocci confessou que tentava, ao lado de Lula, sabotar a Lava Jato

No já histórico depoimento dado por Antonio Palocci a Sérgio Moro, o ex-ministro dos governos Lula e Dilma entregou muito mais do que se esperava. Além dos R$ 300 milhões avalizados pelo próprio ex-presidente ao PT, o “Italiano” confessou que foi comparsa do presidenciável em algumas tentativas de barrar o avanço da operação Lava Jato.

“Em algumas oportunidades, eu me reuni com o ex-presidente Lula e com outras pessoas no sentido de buscar, vamos dizer, criar obstáculos à evolução da Lava Jato.”

Palocci se dispôs a, inclusive, revelar detalhes no referido depoimento. Mas Sérgio Moro achou melhor deixar o detalhamento para um processo específico sobre o tema – na mesma semana, a PGR denunciou Lula e Dilma Rousseff por obstrução de Justiça à Lava Jato quando da nomeação desse a ministro da Casa Civil.