Pela denúncia da PGR, Lula recebeu ao menos R$ 230 milhões em propina

Na denúncia apresentada por Rodrigo Janot, Lula surge como o destinatário de ao menos R$ 230 milhões em “valores indevidos”. Para chegar ao resultado, contudo, é preciso somar toda uma gama de ilicitudes observadas pela PGR. Que vão desde R$ 504 mil, utilizados na compra de um apartamento em São Bernardo do Campo, a R$ 128,1 milhões, por contratos na Refinaria do Nordeste e na Comperj – entre 2004 e 2012.

Há ainda uma atribuição de R$ 75,4 milhões por contratos na Refinaria Getúlio Vargas, entre outros.

As empreiteiras envolvidas nas obras seriam as grandes parceiras nessas transações. Em especial, a Odebrecht, mas com merecido destaque à OAS, que teria canalizado R$ 27 milhões a Lula no mesmo período.

Curtiu o texto? Siga o autor no Twitter ou Facebook, ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) dele clicando aqui e seguindo as instruções.
Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 100% OFF (com desconto máximo de R$ 10) em até 2 corridas. Após ativado, o crédito terá validade de 30 dias.

Publicado por

Marlos Ápyus

Jornalista e músico. Edita o implicante.org desde julho de 2017. Siga-o no Twitter (@apyus) ou no Facebook (/apyus), ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) clicando aqui.

Deixe uma resposta