Projeto do PT contra Uber e Cabify partiu de advogado dos taxistas

A descoberta foi feita no final de setembro pelo Spotniks. O Projeto de Lei nº 28/2017 impunha tanta dificuldade a atuação de aplicativos como Uber, Cabify e 99 que, na prática, os transformava em táxis, inviabilizando o serviço. Apresentado por Carlos Zarattini, deputado federal pelo PT, o texto original encontra-se disponível no site da Câmara Federal. Ao se conferir os metadados do arquivo PDF liberado para download, descobre-se que ele foi criado no Microsoft Word 2010 por um usuário de nome Fabio Godoy.

Questionado, o próprio Zarattini confessou que “Fabio Godoy é um advogado dos taxistas que nos ajudou a construir o primeiro texto para o projeto de lei“. Mas o petista não só não viu qualquer problema nisso, como enfatizou que “o interesse deste projeto é muito claro desde o início: defender a categoria dos taxistas“.

Ou seja… Não estava em jogo o interesse dos milhões de usuários, mas da parcela do mercado que vem sendo deixada para trás pela população.

Metadados do Projeto de Lei nº 28/2017

O Senado findou aprovando o texto com um punhado de emendas, obrigando-oi a retornar para a Câmara Federal. Contudo, os próprios petistas disseram que não havia interesse do presidente da casa em colocá-lo novamente em votação, o que, na prática, derrotaria os interesses dos taxistas.

Que Rodrigo Maia cumpra a profecia.

Curtiu o texto? Siga o autor no Twitter ou Facebook, ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) dele clicando aqui e seguindo as instruções.
Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 100% OFF (com desconto máximo de R$ 10) em até 2 corridas. Após ativado, o crédito terá validade de 30 dias.

Publicado por

Marlos Ápyus

Jornalista e músico. Edita o implicante.org desde julho de 2017. Siga-o no Twitter (@apyus) ou no Facebook (/apyus), ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) clicando aqui.

Deixe uma resposta