Ignorando que o PSOL não tinha senadores, Luciana Genro disse que partido não tentou salvar Aécio no Senado

Luciana Genro usou o Twitter para tentar tirar vantagem da decisão que impediu o afastamento de Aécio Neves do Senado. Para tanto, alegou que “o PSOL não fez parte dessa manobra espúria!” No que tem plena razão. Mas a história não está bem contada.

Luciano Genro no Twitter

Porque, desde que Randolfe Rodrigues migrou para o REDE, ainda em 2015, o PSOL deixou de ter representantes no Senado. Em outras palavras, não havia como o partido participar da tal “manobra espúria” nem se quisesse.

Não é a primeira vez que o psolismo ignora a própria ausência de cadeiras na câmara ao lado. Durante o impeachment de Dilma Rousseff, era comum que seus parlamentares se pronunciassem como se tivessem participação direta no julgamento da presidente, coisa que não mais cabia à Câmara Federal, onde a sigla ainda possui uma pequena bancada.

Curtiu o texto? Siga o autor no Twitter ou Facebook, ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) dele clicando aqui e seguindo as instruções.
Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 100% OFF (com desconto máximo de R$ 10) em até 2 corridas. Após ativado, o crédito terá validade de 30 dias.

Publicado por

Marlos Ápyus

Jornalista e músico. Edita o implicante.org desde julho de 2017. Siga-o no Twitter (@apyus) ou no Facebook (/apyus), ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) clicando aqui.

Deixe uma resposta