Questionado sobre aluguel de fachada, Lula disse que a finada esposa era quem cuidava da casa

Em 2011, Marisa Letícia assinou um contrato de aluguel com Glaucos da Costamarques, primo de José Carlos Bumlai. Mas, entre 2011 e 2015, a cobertura vizinha à que Lula mora – e é utilizada pelo ex-presidente com finalidade política – não teve qualquer aluguel pago. Para o Ministério Público, chamou atenção o fato de ambos – petista e proprietário do imóvel – registrarem no imposto de renda o custo das mensalidades jamais quitadas.

Em acordo de delação premiada com a Lava Jato, a Odebrecht confessou ter comprado o apartamento para o ex-presidente. Fazendo com que Sérgio Moro convocasse Lula para se defender da acusação. Mas o investigado mais uma vez se saiu terceirizando à finada esposa qualquer responsabilidade pela negociação:

“Eu não tratava dos meus assuntos caseiros. Inclusive, quem fazia o acerto, juntava papelada para declarações de imposto de renda, era minha querida esposa.”

A defesa de Lula já havia explorado caminho semelhante no caso envolvendo o triplex. Mas Sérgio Moro entendeu que o condenado tentou se livrar da culpa jogando-a em quem não estava lá para se defender.