Um venezuelano precisa receber 4 salários mínimos para sair da pobreza extrema

No início de novembro, Nicolás Maduro anunciou o novo salário-mínimo venezuelano: 177.507 bolívares. Oficialmente, corresponde a 53 dólares americanos, ou pouco mais de R$ 170,00. Mas, fora do discurso oficial, a quantia não passava de 18 dólares, ou menos de R$ 60,00.

Para efeitos de comparação, isso consegue ser bem menos do que ganha um cubano, que sobreviveu a 2016 ganhando uma média de 29 dólares, ou menos de cem reais por mês.

Contudo, há um dado ainda mais esclarecedor: para o Banco Mundial, qualquer indivíduo que consuma menos de US$ 1,90 por dia vive em extrema pobreza. E o salário-mínimo venezuelano garante ao trabalhador local apenas 0,59 centavos de dólar por dia.

Em resumo, um venezuelano ganha no mês o que um americano, a depender da profissão, ganha por hora.

Curtiu o texto? Siga o autor no Twitter ou Facebook, ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) dele clicando aqui e seguindo as instruções.
Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 100% OFF (com desconto máximo de R$ 10) em até 2 corridas. Após ativado, o crédito terá validade de 30 dias.

Publicado por

Marlos Ápyus

Jornalista e músico. Edita o implicante.org desde julho de 2017. Siga-o no Twitter (@apyus) ou no Facebook (/apyus), ou contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) clicando aqui.

Deixe uma resposta